A incrível abstração de treinar um Sheltie - parte 1: Nimoy e Eu

escrito por Virazel nesta data  19. November 2016 23:34

Estou devendo esse post aqui, afinal de contas é um marco na minha vida dentro do Agility.

Jamais pensei em ter um Sheltie, muito menos treinar um. Sou dos cães maiores, Borders, Goldens. Nunca me imaginei em outra praia.

O fato é que Nimoy entrou na nossa vida. Nunca achamos que seria "fácil". A questão aqui não é como ele é enquanto cão, porque é 1000%. O fato é como treinar.

Depois de muita história, resolvi "assumir". É um exercício mental bem grande, um ótimo teste de compreensão e paciência. 

Não posso deixar de agradecer o apoio do Paulo e da Juliana. Nossas conversas ajudaram e com certeza ainda vão ajudar kkk. 

E assim vamos exercitando a cabeça pra ver onde isso vai chegar! Abaixo um exercício que vi a Juliana fazendo com a Sheltie dela e eu resolvi copiar kkk. E assim, trocando figurinhas com ela, aprendi a conhecer um pouco mais do meu Tininico!


Tags:

Nimoy | treino

Add comment


(Will show your Gravatar icon)

  Country flag

biuquote
  • Comment
  • Preview
Loading



Vívian Razel

Começou dentro do agility por volta de 1999 em São Paulo, primeiro apenas acompanhando as provas de agility, frequentando treinos e aulas de adestramento. Alguns anos mais tarde surgiu a possibilidade de comprar seu primeiro Border Collie, em 2003. Elvis, cão que... leia mais

 


Últimos Comentários

Comment RSS


Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"